Pesquisa reflete momento, diz Temer

O presidente do PMDB, deputado Michel Temer (SP), disse que a pesquisa eleitoral da DataFolha, na qual o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece com 39% no primeiro e 48% no segundo turno da eleição presidencial ante 31% de José Serra no primeiro e 43% no segundo turno, ainda é prematura porque as eleições ainda estão muito distantes."Acho que essa pesquisa é compatível com a realidade atual. É uma fotografia do momento. Teremos mais fotografias pela frente. Fora daí, é campo das cogitações", disse Temer. Ele reafirmou que o PMDB quer ser uma alternativa para o País, fora do PT e do PSDB, lembrando que o partido marcou prévias para 19 de março com objetivo de definir seu candidato à Presidência da República."A tendência do PMDB é ter um candidato próprio e se aliar no segundo turno das eleições" afirmou Temer.Também o líder do PSB na Câmara, deputado Renato Casagrande (ES), considera que as pesquisas mostram o momento atual. "Não acho que as coisas sejam dadas", afirmou. Segundo Casagrande, o governo tem de continuar com resultado positivo que suplante o desgaste ético sofrido pelo presidente Lula e pelo PT, atingidos pela crise.PréviasO Diário Oficial publica, hoje, resolução do presidente do PMDB confirmando a data de 19 de março para realização da prévia nacional para escolha do candidato do partido à Presidência.Segundo a resolução, da prévia participará um colégio eleitoral formado por membros titulares e suplentes do Diretório Nacional e do Conselho Nacional; do Diretórios Nacional e do Conselho Nacional do PMDB Mulher; dos Diretórios Nacionais da Juventude do PMDB e do PMDB Sindical; dos Diretórios Estaduais e Distrital; senadores; deputados federais, estaduais e distritais; vereadores; governadores e vice-governadores de Estado; prefeitos e vice-prefeitos; delegados titulares e suplentes à Convenção Nacional; delegados titulares e suplentes às convenções estaduais; membros das comissões interventoras ou provisórias estaduais; presidentes dos diretórios estaduais do PMDB Mulher, PMDB Sindical e Juventude do PMDB.Terão direito a voto na prévia nacional aqueles que, até 30 de novembro de 2005, ocupavam as funções mencionadas.Ainda segundo a resolução, o filiado participante da prévia terá direito a um voto por titularidade de cargo partidário que exerça, sendo vedado o voto em trânsito ou por procuração. A votação será secreta.Os candidatos à prévia deverão formalizar seu pedido de registro à Secretaria-Geral da Comissão Executiva Nacional, até 10 de março, com apoio de pelo menos uma Comissão Executiva Estadual. A ordem da colocação do nome dos candidatos na cédula será sorteada pela Comissão Executiva Nacional até o dia 13 de março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.