Pesquisa não decide eleição, diz Anastasia em MG

O governador reeleito Antônio Anastasia (PSDB) votou no início da tarde confiante de que as urnas mostrarão resultado diferente do apontado pelas últimas pesquisas eleitorais, que apontam vitória de Dilma Rousseff (PT) sobre o presidenciável tucano, José Serra. Opinião semelhante é a do ex-governador e senador eleito pelo PSDB mineiro, Aécio Neves, que acompanhou o voto de seu sucessor.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 13h25

Para Anastasia, é "claro" que dá para reverter o resultado das sondagens. "Pesquisa não decide eleição. Vamos aguardar a apuração", afirmou. Mas ressaltou que, independentemente de quem for eleito, espera manter uma relação "respeitosa e com muita serenidade" com o governo federal. "Mas, sobretudo, defendendo os interesses dos mineiros, que é o principal papel do governador", observou.

Já Aécio avaliou que "o melhor para o Brasil e para Minas é a eleição de José Serra", mas concordou com Anastasia em manter um relacionamento "republicano" de quem for eleito com Estados e com o Congresso, inclusive com um Senado "independente".

Eles chegaram para votar com mais de duas horas de atraso em relação ao horário marcado previamente. O secretário-geral do PSDB, deputado federal reeleito Rodrigo de Castro, disse que o tucanato mineiro ainda estuda a possibilidade de se reunir no início da noite para acompanhar a apuração dos votos. "Isso nós ainda vamos definir", declarou.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010Antônio AnastasiaMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.