Pesquisa mostra disputa embolada em São Paulo

Distância entre Alckmin e Marta e entre ela e Kassab se situa dentro da margem de erro

Carlos Marchi, O Estadao de S.Paulo

15 de março de 2008 | 00h00

A eleição para a Prefeitura de São Paulo está virtualmente empatada segundo resultado de pesquisa da Toledo & Associados: o prefeito Gilberto Kassab (DEM) melhorou a intenção de voto recolhida pelas últimas pesquisas e aparece com 20,4%, em empate técnico com a candidata Marta Suplicy (PT), na disputa pelo segundo lugar. Geraldo Alckmin (PSDB) tem 27,6% das intenções de voto, também empatado tecnicamente com Marta, que registra 22,3%.Depois deles, apareceram os nomes dos deputados Paulo Maluf (PP), com 10,3%, Luíza Erundina (PSB), com 7,7%, e Paulo Pereira da Silva (PDT), com 2,3%. Os potenciais candidatos Aldo Rebelo (PC do B) e Zulaiê Cobra (PHS) pontuaram abaixo de 1% e Soninha Francine (PPS) não teve seu nome incluído no levantamento. A maior taxa de rejeição é de Maluf - 35,2% dos eleitores disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Após ele, vêm Marta, com 21,6%, Kassab, com 9,9%, Erundina, com 5,8%, e Alckmin, com 5,3%.CONFRONTO DIRETONum eventual segundo turno, Alckmin venceria Marta por 55,2% a 35,1% e Kassab por 54,9% a 31%. Alckmin herdaria 70,7% dos votos de Kassab no primeiro turno, 61% dos de Maluf e 39,2% dos de Erundina. A grande surpresa é que, num hipotético segundo turno entre Kassab e Marta, o atual prefeito ficaria com 45,1% a 41,9%, em situação de empate técnico. Nessa hipótese, Kassab teria 58,9% dos votos de Alckmin no primeiro turno e 41,9% dos de Maluf; Marta seria depositária de 26,6% dos votos de Alckmin e de 37,1% dos de Maluf.Na pesquisa espontânea - em que os eleitores citam um candidato sem nenhuma lista de estímulo - Kassab apareceu à frente dos outros candidatos, com 21,1% das citações, seguido por Marta, com 12,6%, e Alckmin, com 9,9%. Quando a pesquisa foi a campo, no entanto, entre os dias 7 e 10 de março, ainda não havia sido anunciada a intenção de Marta de deixar o Ministério do Turismo e se candidatar em São Paulo.A FORÇA DE CADA UMA pesquisa mostra que Alckmin e Kassab, como previsível, dividem os votos da classe média: o melhor porcentual do ex-governador está concentrado na classe A, onde ele angaria 54,5%; Kassab tem seu forte na classe B, onde recolhe 28,8% das intenções de voto. Marta tem seu melhor índice (26,1%) na classe C, com desempenhos fracos nas classes superiores. Os principais redutos eleitorais de Alckmin são a faixa etária de 20 a 29 anos, na qual alcança 25%, e a região norte, onde atinge 35,6%.As melhores performances de Marta são no eleitorado feminino, no qual alcança 23,9%, na faixa entre 40 e 49 anos, na qual obtém 23%, e nas regiões leste e sul, onde marca, respectivamente, 23,7% e 25,2%. Já Kassab tem sua melhor participação no centro, onde tem 24,4%, e na região sul, onde pontua 23,7%.A Toledo & Associados ouviu 1.020 paulistanos de 16 anos ou mais, representando o universo eleitoral de 8.138.018 eleitores da capital, entre 7 e 10 de março. Foi registrada no TRE-SP sob nº 00300108-SPPE, no dia 11 de março. A margem de erro é de 3,1 pontos porcentuais. A amostra foi selecionada por sorteios sucessivos de áreas, quarteirões, domicílios e indivíduos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.