Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Pesquisa mede apoio do brasileiro à Lei do Aborto

Um total de 63% da população brasileira é contrária a um retrocesso em relação a Lei do Aborto no País, segundo a dra. Elza Berquó, da Comissão de Cidadania e Reprodução (CCR) que encomendou uma pesquisa ao Ibope, que ouviu 2 mil pessoas em 145 cidades no mês de junho. A conclusão da pesquisa está sendo divulgada agora em um seminário no Rio de Janeiro, que começa na segunda-feira, pela própria dra. Elza Berquó. A margem de erro máxima, para o total da amostra, é de 2,2 pontos para menos ou para mais. O intervalo de confiança estimado é de 95%.Elza explicou que atualmente no Brasil o aborto só é permitido em dois casos: gravidez resultante de estupro e risco de vida para a gestante. A pesquisa CCR/Ibope mostrou que para 53% dos pesquisados a legislação sobre aborto deve continuar como está, enquanto 10% dos entrevistados querem que essa legislação seja ampliada. Assim, a maioria dos entrevistados, 63%, mostrou-se contrária a retrocessos na legislação.As taxas de apoio ao aborto legal vigente e de demanda para ampliação da permissão ao aborto são ainda maiores entre os entrevistados que acompanham o debate sobre a questão, assim como entre moradores das grandes cidades e das capitais. Nestes segmentos a taxa conjunta (os que querem manter e os que querem ampliar) sobe para 70%. Entre aqueles com maior escolaridade e com renda familiar mais alta, essa taxa chega a 79% e 88% respectivamente. A pesquisa CCR/Ibope mostrou também que um em cada três brasileiros (34%) acha que o aborto deveria ser proibido em qualquer circunstância. Esta postura é mais acentuada entre entrevistados com baixa escolaridade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.