Pesquisa Datafolha mostra avanço petista no RS

Uma pesquisa do Datafolha para o Grupo RBS e Folha da Manhã, feita nos dias 25 e 26 de setembro e divulgada no início da noite desta sexta-feira, 26, pela RBS TV, mostra avanço dos candidatos petistas ao governo do Rio Grande do Sul e ao Senado. Pela primeira vez em cinco sondagens o governador Tarso Genro (PT), candidato à reeleição, aparece empatado com a senadora Ana Amélia Lemos (PP), com 31% das intenções de voto. No levantamento anterior, feito nos dias 17 e 18 de setembro, Ana Amélia tinha 37% e Tarso 27%.

ELDER OGLIARI, Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2014 | 20h05

Se a pesquisa atual for comparada com a primeira da série, feita no período de 12 a 14 de agosto, a queda de Ana Amélia é 8 pontos porcentuais, de 39% para 31%, enquanto Tarso oscila pouco, de 30% para 31%. Quem mais sobe, no entanto, é o ex-prefeito de Caxias do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), que avança de 7% para 17%. Na nova sondagem, Vieira da Cunha (PDT) tem 2% e Roberto Robaina (PSOL) 1%, enquanto Edison Estivalete (PRTB) e Humberto Carvalho (PCB) não chegam a 1%.

A simulação para o segundo turno com os dois melhores classificados na pesquisa anterior mostra empate técnico pela primeira vez. Ana Amélia, que tinha 48% passa para 44%, enquanto os porcentuais de Tarso variam de 34% para os 40% atuais.

Na corrida pelo Senado, o ex-governador Olívio Dutra (PT) aparece pela primeira vez à frente do jornalista Lasier Martins (PDT), com 31% a 29%. Na pesquisa anterior, estava atrás, com 26% contra 28% do concorrente. Nos dois casos, o resultado configura empate técnico porque a margem de erro é de três pontos porcentuais para mais ou para menos.

Foram consultados 1.374 eleitores. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul sob o número RS 00021/2014.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesDatafolhario grande do sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.