Personalidade de Marta causa curto circuito, diz Cesar Maia

O prefeito do Rio, Cesar Maia (PFL), elogiou hoje a administração da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), e atribuiu as dificuldades eleitorais da candidata à reeleição à sua personalidade. Para o prefeito, há um "curto-circuito" entre a administração e a "personagem" da colega paulistana. Na companhia do petista Lindberg Farias, a quem apóia para a prefeitura de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, o prefeito reeleito no primeiro turno disse não ver contradição no seu apoio ao tucano José Serra, em São Paulo, mas reconheceu que não dá votos para ele."São Paulo é uma equação complexa. A prefeita Marta fez um bom governo, inquestionavelmente. Acompanho diariamente, desde o primeiro dia. Há um curto-circuito com a personagem. Uma coisa que venho dizendo há muito tempo", afirmou o prefeito. lembrando ter alertado o secretário de Planejamento Urbano de Marta, Jorge Wilheim, num encontro de prefeitos em Paris, que o julgamento nas urnas de São Paulo este ano não seria do "bom governo" dela.Reeleito no primeiro turno, Maia pretende concentrar-se na reta final da campanha das cinco cidades fluminenses que terão segundo turno, mas afirmou que vai acompanhar as pesquisas para saber onde pode ser útil. No Estado do Rio, apóia com afinco os adversários do grupo do ex-governador Anthony Garotinho. Hoje, ele pisou a lama das ruas da periferia de Nova Iguaçu na companhia de Lindberg, que enfrenta o prefeito Mário Marques, candidato à reeleição com o apoio de Garotinho e da governadora Rosinha Matheus. O petista prometeu que manterá a aliança com o PFL após a eleição e que vai urbanizar bairros pobres de Nova Iguaçu com um programa nos mesmos moldes do Favela-Bairro, que marcou as administrações de Maia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.