Perillo diz que oposição está unida contra CPMF

O senador tucano Marconi Perillo (PSDB-GO) afirmou hoje que os partidos da oposição mostraram "muita coesão" na reunião de hoje sobre a votação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), quando decidiram manter a posição contrária à prorrogação do tributo. Ele disse não acreditar numa dissidência de senadores, com votos favoráveis à CPMF. "Ficaria muito mal para o partido. Todo mundo na reunião ficou fechado contra a CPMF", disse. Segundo o senador, ele esteve hoje no Ministério da Fazenda para pedir um relatório ao Tesouro Nacional sobre a sua gestão no Estado de Goiás, quando foi governador. Indagado sobre se tinha sido "cooptado" a favor do chamado imposto do cheque, no corpo a corpo promovido pelo governo, Perillo respondeu que está "imune a isso".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.