Márcia Kalume/Agência Senado
Márcia Kalume/Agência Senado

Perillo chega para depor no Senado em meio a tumulto

Grupo protestou contra o governador nos corredores do Senado usando nariz de palhaço

Agência Brasil,

12 de junho de 2012 | 12h12

Brasília - A chegada do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), para prestar depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira foi tumultuada. O governador chegou acompanhado de muitos aliados políticos que gritavam palavras de apoio durante a entrada na sala de depoimentos da comissão.

Outro grupo protestou contra o governador nos corredores do Senado. O grupo contrário era formado de pessoas que usavam nariz de palhaço e gritavam: "Fora, Perillo". Esse grupo foi impedido pela segurança do Senado de ter acesso à sala de depoimento. Já os vereadores, prefeitos, assessores conseguiram entrar no plenário.

Os parlamentares que fazem parte da comissão esperam que Perillo esclareça sua relação com o empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e o nível de envolvimento de seu governo com o suposto esquema liderado por Cachoeira investigado pela Polícia Federal, nas operações Monte Carlo e Vegas.

A apuração das circunstâncias em que uma casa de Perillo foi vendida, na opinião dos deputados e senadores que integram a comissão, servirá para tentar esclarecer essa relação. Nessa casa, Cachoeira foi preso no último dia 29 de fevereiro, quando a Operação Monte Carlos foi deflagrada.

Tudo o que sabemos sobre:
cpi cachoeiraperillo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.