Perfil de Rogério Rosso

Advogado é o mais novo governador do DF

Agência Estado

18 de abril de 2010 | 19h57

Aos 41 anos, Rogério Rosso assume hoje o governo do Distrito Federal exercitando um estilo de conciliador. Suplente de deputado federal, Rosso circula, nos bastidores, pelas principais alas da política de Brasília.

 

No governo de Joaquim Roriz, foi secretário de Desenvolvimento e administrador regional. Idealizou, sem sucesso, a construção de um trem-bala entre Brasília e Goiânia. Presidiu a Companhia de Planejamento do DF na gestão do governador Arruda, que foi cassado por infidelidade partidária após a revelação do escândalo do "mensalão do DEM". Rosso assumiu, por exemplo, a responsabilidade pelas Parcerias Público-Privadas (PPPs) do governo de Arruda.

 

Hoje, o novo governador - nascido no Rio de Janeiro - é aliado fiel do deputado federal Tadeu Filippelli (PMDB), adversário de Roriz e Arruda. Nem por isso se afastou dos antigos amigos. O novo governador é casado com Karina Curi, que pertence a uma das famílias mais ricas da cidade, dona de uma empresa revendedora de pneus. Karina é íntima da família de Roriz. Circula na noite com as filhas do ex-governador.

 

O sogro de Rosso, aliás, doou R$ 1,3 milhão para sua campanha eleitoral em 2006. Ele conseguiu 51 mil votos e ficou como primeiro suplente do PMDB na Câmara dos Deputados. Quando não faz política, Rosso mergulha no rock pesado. Toca baixo, guitarra e teclado. Mantém um estúdio pessoal para os ensaios com sua banda formada por amigos.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesgovernadorDFRogério Rosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.