‘Perder São Paulo é dramático’, diz coordenador da campanha de Serra

Para Walter Feldmann, houve dificuldade em mostrar que tucano iria continuar na Prefeitura

O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2012 | 18h09

Walter Feldman, deputado federal (PSDB-SP) e coordenador da campanha de José Serra à Prefeitura de São Paulo, fala sobre a eleição municipal e destaca o debate sobre a renovação. "Perder São Paulo é dramático", destaca.

Segundo Feldman, o PSDB já tem tido esse debate de renovação e talvez seja o momento para isso. "Mas até o fim nós achávamos que era possível", destacou Feldman sobre a campanha de Serra. Segundo ele, não foi o "novo" que derrotou o "experiente". "Foi sim a dificuldade de mostrar que ele (Serra) iria continuar na Prefeitura e o equívoco de identificá-lo totalmente com a atual gestão de Gilberto Kassab", disse o coordenador da campanha do tucano.

Feldman também comentou o futuro dos partidos políticos. "Acho que o DEM passa por dificuldades enormes. As eleições (municipais) sugerem uma renovação no sistema partidário brasileiro. Acredito que 2014 aponta para os partidos a necessidade de repensar o futuro", afirmou o deputado.

Já sobre o julgamento do mensalão, Feldman destacou que o PT se transformou no primeiro partido político brasileiro condenado. Segundo ele, contudo, "a população foi tão pragmática quanto os políticos" ao votar neste domingo, 28. Questionado sobre o mensalão mineiro, afirmou: "Há denúncias, mas elas precisam antes ser julgadas".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.