Peluso divulga lista de processos administrativos contra juízes

Por enquanto, lista só possui processos dos tribunais de Justiça; Piauí tem maior número

Mariângela Gallucci, de O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2011 | 22h42

O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Cezar Peluso, divulgou nesta sexta-feria, 11, informações sobre processos administrativos abertos contra juízes e desembargadores suspeitos de terem cometido faltas funcionais. Conforme o CNJ, até a tarde desta sexta o sistema apontava a existência de 693 processos e sindicâncias em andamento em corregedorias de Justiça dos Estados. Mas o dado ainda era parcial porque faltavam informações de alguns tribunais. Pelo panorama desta sexta, o Tribunal de Justiça do Piauí tinha o maior número de processos, 211, seguido por São Paulo, com 134, e Amazonas, com 59.

Por enquanto, o Sistema de Acompanhamento de Processos Disciplinares contra Magistrados tem dados de tribunais de Justiça. Mas no futuro a ideia é que também seja possível acessar informações sobre processos abertos contra juízes federais e trabalhistas.A divulgação dos dados ocorre pouco mais de um mês após Peluso e a corregedora nacional de Justiça, Eliana Calmon, terem se desentendido.

Isso ocorreu após Eliana Calmon ter afirmado que existiam juízes “escondidos” atrás de togas. De acordo com o CNJ, as informações serão divulgadas para que a população possa acompanhar o trabalho das corregedorias dos tribunais na apuração de eventuais faltas cometidas por integrantes do Judiciário, dando maior transparência aos processos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.