André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

'Pelo menos o juiz Moro refletiu e mudou de posição', diz Maia sobre prisão de Mantega

Até parlamentares de oposição ao PT apontam exagero na prisão do ex-ministro da Fazenda quando ele acompanhava a cirurgia da mulher em um hospital de São Paulo

Daiene Cardoso e Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2016 | 16h09

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ao Broadcast Político concordar com a decisão do juiz Sérgio Moro em soltar o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega. Até parlamentares de oposição ao PT apontam exagero na prisão do ex-ministro quando ele acompanhava a cirurgia da mulher em um hospital de São Paulo.

"Pelo menos o juiz Moro refletiu e mudou de posição", afirmou Maia. Logo que a prisão foi tornada pública, no início da manhã desta quinta-feira, 22, Maia preferiu não fazer comentários e disse apenas que estava acompanhando o noticiário.

Nos bastidores, as circunstâncias da prisão de Mantega foram atacadas por deputados que costumam se opor aos petistas. Um líder governista na Câmara afirmou que não iria discutir os motivos que levaram Moro a decretar a prisão do ex-ministro, mas classificou como "desumano" o fato de a operação ter sido efetivada no momento em que a mulher do ex-ministro passava por uma cirurgia. Para esse deputado, a revogação da prisão foi acertada, diante desse quadro delicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.