Pellegrino diz que pediu a Viana que permaneça na liderança

O líder do PT na Câmara, Nelson Pellegrino (BA, afirmou que em telefonema ao senador Tião Viana pediu que ele reavalie a decisão de renunciar à liderança do partido no Senado e permaneça no cargo. Pellegrino afirmou que a manifestação dos oito senadores de retirar as assinaturas do manifesto em solidariedades aos radicais do partido é uma sinalização de prestígio ao líder. Segundo Pellegrino, a palavra de ordem agora no PT é o diálogo. "O essencial é o compromisso de que todos vão votar com o partido", disse Pellegrino, referindo-se às reformas constitucionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.