Pela primeira vez, Supremo condena parlamentar

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou hoje o deputado federal Zé Gerardo (PMDB-CE), que foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de envolvimento com irregularidades no processo de construção de um açude público quando era prefeito de Caucaia. Essa é a primeira vez que o STF condena um parlamentar na história democrática recente. A condenação ocorreu um dia depois de o senador Pedro Simon (PMDB-RS) ter cobrado do presidente da Corte, Cezar Peluso, atitudes do tribunal para combater a impunidade.

MARIÂNGELA GALLUCCI, Agência Estado

13 Maio 2010 | 19h14

De acordo com a acusação, Gerardo teria aplicado na construção de passagens molhadas recursos transferidos pelo Ministério do Meio Ambiente ao município para a construção de um açude. Segundo a decisão do STF, o deputado foi condenado a 2 anos e 2 meses de detenção, convertidos no pagamento de 50 salários mínimos e prestação de serviços à comunidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.