Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Pela presidência da Câmara, Alves já gastou quase R$ 26 mil do próprio bolso

Gastos são referentes à impressão de 2 mil livros contando trajetória do deputado ao longo de 42 anos

Eugênia Lopes, O Estado de S. Paulo

21 de janeiro de 2013 | 19h21

BRASÍLIA - O deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) não mede esforços nem dinheiro para tentar convencer seus companheiros de que é o melhor candidato à presidência da Câmara. Em plena campanha para comandar a Casa, a partir de 4 de fevereiro, Henrique gastou do seu bolso, segundo sua assessoria, R$ 25,9 mil para imprimir dois mil livros contando sua trajetória na Câmara ao longo dos últimos 42 anos - ele tem 11 mandatos consecutivos de deputado federal, desde 1970.

Intitulado "O que eu não quero esquecer", o livro traz em 259 páginas os principais discursos, divididos por temas, feitos por Henrique. Coalhado de fotos recentes e antigas, a publicação tem prefácio do vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), do atual presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), e do ministro da Previdência, Garibaldi Alves (PMDB-RN), primo de Henrique. Reproduz também um texto do ex-presidente da Câmara e do PMDB Ulysses Guimarães, datado de 29 de junho de 1978, repleto de elogios ao então considerado "deputado revelação".

Impresso no início de dezembro, o livro foi distribuído para todos os deputados e teve até festa de lançamento em Natal, no dia 28 de dezembro. Na ocasião, a publicação foi vendida a R$ 20 e teve sua renda revertida para uma instituição filantrópica, segundo informou a assessoria do deputado. Apoiado pela maioria dos partidos, Henrique Alves também mandou imprimir dois mil folders com suas promessas de campanha.

Esta semana, o deputado viaja ao Nordeste _ Recife, Fortaleza e Salvador _ para se reunir com os deputados e governadores dos Estados e pedir votos. Para se deslocar pelo País, o peemedebista tem usado o avião do correligionário Newton Cardoso (PMDB-MG). Além de Henrique, os deputados Júlio Delgado (PSB-MG) e Rose de Freitas (PMDB-ES) também pretendem disputar a presidência da Câmara, no dia 4 de fevereiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.