Pefelistas retiram assinaturas de CPI

O líder do PFL na Câmara, Inocêncio Oliveira (PE), informou, ao chegar ao plenário da Câmara, que cinco deputados do partido já decidiram retirar suas assinaturas do requerimento de criação da CPI da Corrupção. Dentre eles, quatro são carlistas (do grupo liderado pelo senador Antonio Carlos Magalhães, da Bahia): os baianos Ariston Andrade (BA), Luís Moreira (BA), Ursicino Queiroz (BA) e Paulo Magalhães (BA). Além deles, segundo Inocêncio, retirou também sua assinatura o deputado Paulo Marinho (PFL-MA). A Mesa da Câmara informou, no entanto, que ate há pouco ainda não tinha chegado a ela nenhuma carta pedindo a retirada de assinatura. O prazo para isso encerra-se à meia-noite de hoje, também segundo informação da Mesa da Câmara.A estimativa dos líderes governistas é de que cerca de 15 deputados da base aliada teriam retirado suas assinaturas do requerimento de instalação da CPI da Corrupção. O líder do PFL na Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PE), disse que a oposição cometeu muitos erros, e um deles foi o de se precipitar em apresentar, ontem, o requerimento à Mesa do Congresso. Na avaliação dos governistas, a ofensiva dos aliados para evitar a instalação da CPI da Corrupção teria sido bem sucedida, tanto que a sessão de leitura do documento - que marcaria a criação da comissão - foi marcada para hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.