Peemedebistas querem vaga no Planalto em 2018

Os peemedebistas aproveitaram o 2º Fórum Nacional do partido - PMDB Mulheres - para defender que, em 2018, a legenda tenha candidato à Presidência da República. Todas as defesas de candidatura do partido ao Planalto em 2018 foram feitas antes da chegada do presidente em exercício Michel Temer, ao Centro de Convenções Ulysses Guimarães, para participar do encontro. Temer, no entanto, não tocou no assunto e preferiu discursar comemorando o número de prefeituras alcançadas pelo partido em 2012 e anunciar que, em 2014, o partido fará o maior número de deputados e senadores, sem se referir em nada à Presidência.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

11 de dezembro de 2012 | 18h29

"Vamos reeditar a chapa com Temer na vice-presidência em 2014, mas em 2018 o PMDB não abrirá mão de lançar candidato à Presidência da República", discursou o presidente do partido, senador Valdir Raupp, aplaudido pela plateia. Fátima Pelaes, presidente do PMDB Mulher repetiu o discurso de Raupp. Em seguida, já com Temer à mesa, foi a vez da deputada Iris Resende (GO) falar da "sensação gostosa" de ter Michel Temer, um peemedebista, na Presidência da República. Mas Iris, em seguida, apelou ao presidente do partido que "não coloque datas" em relação a pretensões futuras, sugerindo que o partido pudesse alcançar o Planalto até mesmo antes disso. Na noite de quarta-feira (12), Temer viaja para Portugal, e outro peemedebista assumirá o Planalto, o ex-presidente José Sarney, que retornará ao Planalto depois de 22 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
ELEIÇÃO 2012PMDBREUNIÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.