Peemebistas fazem acordo para escolher líder na Câmara

Governistas e oposicionistas do PMDB fecharam um acordo, na reunião executiva nacional do partido, em torno da disputa pela liderança na Câmara dos Deputados. A despeito das resistências de setores da cúpula governista e do Palácio do Planalto, o novo líder será eleito pelo voto secreto.Os dois candidatos - o governista Wilson Santiago (PB) e o oposicionista Waldemir Moka (MS) - participaram da reunião da executiva e selaram o acordo. "Se for ficar nessa guerra de lista, vai ser uma lista atrás da outra até o fim do ano", ponderou Santiago, ao término da reunião.Apurados os votos, porém, os deputados do PMDB terão de assinar uma lista de apoio ao vencedor. É que, de acordo com o Regimento Interno da Câmara, a escolha dos líderes partidários se dá pelo sistema de listas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.