Peças sacras do século 18 são roubadas em Minas

Peças sacras foram roubadas da Igreja Matriz de São José, em Nova Era, a 155 quilômetros da capital mineira, informou nesta segunda-feira o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em Minas Gerais.Os objetos, entre eles uma imagem de Nossa Senhora do Rosário, esculpida em madeira na primeira metade do século 18, foram furtados na madrugada da última sexta-feira.Nesta terça-feira, técnicos do Iphan vão a Nova Era para fazer uma vistoria na Matriz, que é tombada pelo patrimônio nacional. Além da imagem de Nossa Senhora do Rosário, os ladrões levaram um conjunto de castiçais de madeira policromada, dois crucifixos, objetos de prataria e uma toalha bordada a ouro.O roubo nas centenárias igrejas de Minas voltou a se tornar constante nos últimos anos. Desde junho do ano passado várias igrejas foram saqueadas e dezenas de peças foram levadas.O Iphan já produziu peças publicitárias de uma campanha que visa alertar comerciantes, colecionadores e a população em geral sobre os riscos da aquisição de peças históricas não-identificadas, além de estimular a denúncia da posse ilegal de objetos sacros. A veiculação da campanha, porém, ainda depende de patrocínio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.