PDT protocola ação contra o prefeito Kassab no TRE

Partido acusa prefeito de uso ilegal da propaganda partidária e diz que seu nome foi mais exibido que do partido

Carina Urbanin, da AE

30 de janeiro de 2008 | 18h19

O presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em São Paulo, José Gaspar Ferraz de Campos, informou à Agência Estado que protocolou nesta quarta-feira, 30, no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE), uma petição contra o partido dos Democratas (DEM) e o prefeito da Capital, Gilberto Kassab, devido ao uso ilegal da propaganda partidária gratuita. Segundo Campos, a decisão do TRE deve sair logo após o carnaval. Caso a petição do PDT seja acatada, o DEM terá como pena a perda de horário na propaganda eleitoral gratuita. De acordo com Campos, a propagando do DEM teria caracterizado "desvio de finalidade da propaganda partidária gratuita", ao fazer promoção pessoal de Kassab, e "propaganda eleitoral antecipada" veiculada entre os dias 21 e 26 de janeiro. Entre os recursos utilizados ilegalmente, Campos aponta que o nome de Kassab foi exibido maior do que o nome do partido, e as obras apresentadas na propaganda faziam referência apenas à Prefeitura de São Paulo. Questionada sobre o assunto, a assessoria do prefeito Gilberto Kassab afirmou que ainda não tinha sido notificada sobre a ação do PDT.

Mais conteúdo sobre:
Gilberto Kassab

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.