PDT e PSB negociam terceira via em São Paulo

Os presidentes estaduais do PSB e do PDT, Márcio França e Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, respectivamente, abriram negociações para lançar uma candidatura apoiada pelas duas siglas na corrida pela Prefeitura. Apesar das tratativas, a tendência hoje ainda é de caminhos distintos na corrida eleitoral.

AE, Agência Estado

21 de março de 2012 | 11h03

Os dois se encontraram na noite de segunda-feira em um restaurante de São Paulo para falar de um eventual apoio do PSB à candidatura de Paulinho, que diz que concorrerá a prefeito. O pedetista quer o apoio do PSB para aumentar o tempo de TV no horário eleitoral gratuito. França disse a Paulinho que o apoio ao PDT poderia ser uma saída para o seu partido, já que há uma divisão no PSB. A direção nacional da legenda diz que quer apoiar o PT, de Fernando Haddad. Mas as lideranças estaduais, entre elas França, que é secretário de Turismo do governador Geraldo Alckmin (PSDB), preferem se coligar com os tucanos. O apoio a Paulinho é visto como uma "terceira via" para o PSB, que poderia indicar o candidato a vice.

Paulinho e França também criticaram a relação do PT com os demais partidos da base. O PDT aguarda a indicação do deputado Brizola Neto para o Ministério do Trabalho, o que ainda não ocorreu. O PSB fala, entre outros pontos, da demora na liberação das emendas parlamentares. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesSPPDTPSB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.