PDT é contra taxação de inativos

Em reunião do Diretório Nacional, no Rio de Janeiro, o PDT, partido da base governista, posicionou-se contra a taxação dos servidores aposentados. O presidente nacional do partido, Leonel Brizola, fez um apelo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que ele volte atrás na questão e disse que o ministro das Comunicações, Miro Teixeira, que é do PDT, também está contra a proposta do governo."Não há um integrante do partido que admita essa possibilidade de reduzir os proventos dos aposentados. Temos uma posição inarredável", afirmou Brizola, lembrando que os inativos são "a última categoria, a mais esquecida".Segundo Brizola, o PDT é igualmente contra o reajuste linear de 1% para o funcionalismo público federal. "Com o passado que tem, Lula tem condições de fazer o mesmo raciocínio. O que ele pensaria de um patrão que desse um aumento de 1%?", disse. O pedetista acredita que o presidente "está tomando um caminho equivocado e cometendo um grave erro."O ministro Miro Teixeira telefonou para lideranças do PDT fluminense para dizer que não estaria presente à reunião de hoje porque fora convocado para encontro com os outros ministros, em Brasília. Mas, segundo as lideranças, ele afirmou seu alinhamento ao partido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.