PDT deve declarar hoje apoio informal a Dilma

Apoio oficial só será definido pelo Diretório Nacional, mas cúpula do partido vê fato como mera formalidade

Agência Estado,

19 de janeiro de 2010 | 10h13

A candidatura presidencial da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, será reforçada nesta terça-feira, 19, com o anúncio, informal por enquanto, do apoio do PDT em todo o País. É com esse objetivo que a Executiva Nacional do partido se reúne em Brasília, para discutir "as eleições presidenciais de 2010 e o momento político brasileiro".

O apoio oficial a Dilma só será definido pelo Diretório Nacional, em convenção partidária, mas a cúpula do partido avalia que se trata de mera formalidade. "Eu avalio que 90% da bancada federal é pró-Dilma e tenho o mesmo sentimento em relação ao diretório", diz o líder pedetista na Câmara, Dagoberto Nogueira (MS), convencido de que a reunião hoje será um "ensaio" da reunião maior, do diretório.

No comando do encontro, estarão o presidente nacional em exercício do PDT, deputado Vieira da Cunha (RS), e o presidente licenciado e ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi. Maior aliado do Planalto em defesa da parceria com o PT na sucessão presidencial, Lupi já está contatando, um a um, os membros do Diretório Nacional para mapear eventuais problemas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleição 2010PDTapoioDilma Rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.