Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

PCdoB rejeita integrar governo de Kassab

Proposta aprovada pelo diretório municipal é recusada pela comissão nacional da sigla

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

18 de fevereiro de 2011 | 18h43

A comissão política nacional do PCdoB rejeitou nesta sexta-feira, 18, a oferta do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), para o partido participar da administração municipal. Em reunião nesta tarde, a sigla decidiu vetar a proposta aprovada pelo diretório municipal no dia 8. "O tempo do prefeito Kassab é diferente do tempo do PCdoB", justificou o presidente da legenda, Renato Rabelo. O partido prefere esperar a saída de Kassab do DEM para reavaliar uma futura aliança.

Kassab havia oferecido ao partido a Secretaria Especial da Copa de 2014, pasta que será criada para auxiliar na organização do evento. A cúpula do PCdoB avaliou que a movimentação de Kassab em direção à base aliada da presidente Dilma Rousseff é positiva, mas é preciso esperar "o processo político de transição do prefeito" antes de ingressar em seu governo. A opinião de Rabelo foi acolhida pela comissão política do partido.

Insatisfeito com os rumos do DEM e de olho na sucessão estadual, Kassab recebeu convites de filiação do PMDB e do PSB. O prefeito também contratou dois escritórios de advocacia para cuidar da criação de uma nova legenda para abrigar seus aliados. Kassab só definirá seu futuro político depois de 15 de março, data da convenção nacional do DEM. Em seu site, o PCdoB lembra que o partido está focado na eleição municipal de 2012 e que o vereador Netinho de Paula pode concorrer à sucessão de Kassab.

Tudo o que sabemos sobre:
KassabPCdoBgovernoSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.