PCdoB ratifica apoio a Lula

Ao final de um encontro nacional que durou três dias e terminou hoje, o PCdoB ratificou a decisão do partido de apoiar o governo Lula, mas com liberdade para propor mudanças nas reformas constitucionais, especialmente na previdenciária. O ministro da Casa Civil, José Dirceu, foi prestigiar a reunião dos aliados do governo e foi abordado sobre uma preocupação recorrente do PCdoB: a aprovação de uma reforma política que possa trazer prejuízos para os pequenos partidos.Os projetos relacionados à reforma política, em tramitação no Congresso, impõem uma série de restrições às pequenas legendas, além de adotar medidas que dificultam as alianças, como a proibição das coligações nas eleições proporcionais - de deputados federais e estaduais, e vereadores. Essa medida afeta diretamente o PCdoB, aliado tradicional do PT nas eleições, e partidos menores que só conseguem um melhor resultado por causa das coligações com partidos maiores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.