Paulo Renato: discurso de ACM não preocupa

O ministro da Educação, Paulo Renato Souza, disse hoje no Palácio do Planalto, onde acontece a primeira reunião de prefeitos para discutir o projeto Alvorada, que o governo não está preocupado com o discurso que o senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) fará hoje à tarde no plenário do Senado. "Vamos ver como vai ser. O governo tem tido uma reação coordenada em relação aos ataques e não há nenhuma preocupação, porque temos a consciência tranqüila de que o governo tem feito o trabalho que tem que ser feito, de maneira correta", disse o ministro. Paulo Renato informou que o presidente Fernando Henrique Cardoso "tem conduzido o processo de transformação do País com competência, com determinação, com rumo". Segundo ele, "o presidente não pode ser acusado de nenhuma irregularidade em todo o seu período de governo, em toda a sua vida pública". Ao ser indagado se não se sentia incomodado por ter como colega no Ministério o representante de um partido (o ministro da Previdência, Waldeck Ornélas) do qual um dos principais integrantes fez críticas ao governo, Paulo Renato respondeu: "Essa pergunta tem que ser feita a quem faz a crítica, tem que perguntar se ele tem problema de ter indicado uma pessoa para um governo que ele crítica".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.