Paulo Duque arquiva denúncia contra Arthur Virgílio

Marisa Serrano (PSDB-MS) confirma que Conselho de Ética arquivou processo do PMDB contra o tucano

Carol Pires, AE

12 de agosto de 2009 | 17h22

A senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) confirmou nesta quarta-feira, 12, que o presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), decidiu pelo arquivamento da denúncia apresentada pelo PMDB contra o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM). Duque protocolou o seu despacho na Mesa Diretora do Senado agora à tarde.

 

Veja também:

linkDuque decide hoje sobre Virgílio e diz não saber de 'acordão'

linkDuque diz que lançará livro com seus despachos

 

O tucano é acusado de manter em seu gabinete um funcionário fantasma, de pedir empréstimo a um ex-diretor do Senado para pagar despesas pessoais e de ter usado indevidamente o plano de saúde do Senado para tratamento da mãe (já falecida).

 

A imprensa não tem acesso ao conteúdo do despacho do presidente do Conselho de Ética, que até o final do desta quarta-feira será transmitido apenas aos senadores integrantes do Conselho de Ética.

 

Um senador do PMDB disse nesta quarta-feira, 12, à Agência Estado que Paulo Duque optou pelo arquivamento da denúncia contra Virgílio por ser uma medida  "coerente" com as decisões que já tomou em relação às denúncias apresentadas contra Sarney.

 

Tudo o que sabemos sobre:
DuquearquivamentoVirgílio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.