Paulo de Tarso diz que redução de férias dos juízes é justa

O ministro da Justiça, Paulo de Tarso Ramos Ribeiro, disse nesta quinta-feira desconhecer os detalhes da proposta do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, que defende a redução do período de 60 dias de férias no Judiciário, mas fez um rápido comentário sobre o assunto. ?Como ministro, considero um problema interno do Judiciário; como cidadão acho que o ministro está correto. É justa sua proposta", declarou. Ribeiro esteve no Rio para participar de um seminário de delegados da Polícia Federal, realizado em um hotel da zona sul da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.