Paulo Câmara assume segundo mandato como governador de Pernambuco

Reeleito, governador terá como desafios pela frente a administração de uma crise financeira e de críticas sobre seu primeiro governo

Edson Mota, Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

01 Janeiro 2019 | 19h12

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), tomou posse nesta terça-feira, 1,  para cumprir o seu segundo mandato à frente do Estado. O governador toma posse em meio às inúmeras críticas ao seu primeiro governo, principalmente sobre problemas em sua gestão na área de segurança pública. A solenidade ocorreu na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

O socialista assume por mais quatro anos em meio à crise financeira e em franca oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), já que Câmara conta com Luciana Santos (PCdoB) como vice-governadora. O horário da posse do socialista coincidiu com a posse de Bolsonaro em Brasília, o que se tornou uma justificativa para a ausência no Planalto.

O governador foi recebido pela banda marcial da Polícia Militar de Pernambuco e por diversos correligionários - entre eles, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o filho do ex-governador Eduardo Campos (morto em acidente aéreo em 2014), João Campos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.