Paulistanos "fogem" buscando qualidade de vida

Em janeiro de 2001, o médico oftalmologista Ali Abdul Akl, de 36 anos, decidiu alugar o confortável apartamento no Bairro de Campo Belo, em São Paulo, e mudar-se com a família para Sorocaba. Com uma filha pequena, Akl saiu de São Paulo em busca de segurança e qualidade de vida. Ele alugou uma casa na Granja Olga, condomínio fechado de alto padrão, e está convencido de que fez a coisa certa. "Encontrei as duas coisas e ainda fiz uma porção de amigos."A esposa, a advogada Marijose, e a filha Larissa, de 5 anos, adaptaram-se bem à nova vida. O único ?senão? é de ordem profissional. O consultório que montou em Sorocaba ainda não tem a clientela esperada, por isso ele mantém a clínica em Osasco. "Trabalho dois dias em Sorocaba e viajo os outros três", disse.A proximidade da capital - menos de 100 quilômetros - é um fator positivo. Ele gasta menos tempo para ir à clínica do que quando morava em São Paulo. "Fica fácil também pegar um teatro ou visitar os parentes."O engenheiro elétrico Rinaldo Semeoni, de 46 anos, conseguiu sair definitivamente da capital no início deste ano. Ele mudou-se para o condomínio City Castelo, em Sorocaba, no fim de 1998, mas continuou trabalhando numa empresa de componentes eletrônicos na zona sul de São Paulo. "Mandei currículos para empresas da região e finalmente consegui um emprego compatível."A esposa Rita, psicóloga, trabalha em Sorocaba desde o ano passado.O aposentado Nestor Cândido de Lima, de 53 anos, fez o inverso do que tinham feito seus pais, que eram do interior e migraram para a capital, décadas atrás. Há 1 ano e 7 meses, ele deixou a casa alugada na Mooca e mudou-se para o Jardim Casabranca, um bairro sossegado de Sorocaba. "Agora, a casa é própria", disse.Ex-metalúrgico, Lima cansou de levantar cedo e tomar ônibus para trabalhar em São Bernardo. "Era assalto quase todo dia." A esposa Josefa e os filhos gêmeos Laércio e Leandro, de 16 anos, foram com ele. O mais velho, Adriano, de 24, preferiu ficar em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.