Paulistano ainda enfrenta problemas nas estradas

O motorista que utiliza o Sistema Anchieta-Imigrantes nesta madrugada de sábado ainda enfrenta muitos problemas rumo ao litoral sul paulista. A descida é feita pela pista sul da Anchieta e pela pista única, de 3 faixas, da Imigrantes. Quem sobe para a capital possui apenas a pista norte da Anchieta como opção, mas faz uma viagem tranquila. Já passaram pelos dois pedágios 140 mil veículos, num movimento de 6.700 carros/hora. Segundo a Ecovias, na Rodovia Anchieta, o congestionamento começa no km 30, antes do pedágio, até o km 43, no meio da Serra do Mar. Pela Rodovia dos Imigrantes, o congestionamento começa no km 32, na praça de pedágio, e se estende até o km 47, também até a metade da Serra. A viagem ao litoral norte, pela rodovia dos Tamoios, também está muito difícil desde a saída da rodovia Carvalho Pinto, no km 11, em São José dos Campos, Vale do Paraíba, até a chegada da Serra, trecho localizado no km 30, em Paraibuna.Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, como o acostamento na Serra está liberado para o tráfego, a partir deste ponto não há mais congestionamento.Quem optou seguir viagem ao litoral sul pelo Régis Bittencourt (BR-116), como Iguape, Ilha Comprida e Cananéia, enfrenta 50 km de lentidão, desde o km 314, em Juquitiba, até o km 364, em Miracatu, onde há o acesso à Estrada das Bananas, que liga a Régis até o município de Iguape.Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), em razão do congestionamento que ocorre na Régis Bittencourt no trecho inicial, em Taboão da Serra, o motorista enfrente 5 km de lentidão na avenida Francisco Morato, pelos bairros do Butantã, Campo Limpo e Pirajussara, região sudoeste da capital paulista.A marginal Tietê está com trânsito muito complicado nas pistas local e expressa sentido Penha-Lapa, em toda a região do sambódramo e AnhembiDemais rodovias que cortam todo o Estado de São Paulo, segundo as concessionárias e a Polícia Rodoviária, seguem com tráfego bom, boa visibilidade e sem registro de acidentes graves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.