Paulinho troca ida ao Conselho de Ética por marcha

Por 10 a 4, deputados votaram pela absolvição de Paulinho da Força, acusado no esquema do BNDES

da Redação

03 de dezembro de 2008 | 14h13

O deputado Paulo Pereira da Silva não compareceu à sessão no Conselho de Ética que decidiu pela sua absolvição nesta quarta-feira, 3.  Paulinho participou da 5ª Marcha da Classe Trabalhadora, organizada por seis centrais sindicais, na Esplanada dos Ministérios.  "Não quis participar do julgamento para não constranger o voto dos deputados", disse antes do resultado. Por 10 votos a 4, o deputado foi absolvido das acusações de envolvimento na Operação Santa Tereza. Crédito: Celso Junior/AE   

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.