Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Paulinho da Força: 'Pensamos em lançar Aldo Rebelo à Presidência'

Presidente do Solidariedade, o deputado federal paulista disse ainda que o anúncio deve ser realizado na próxima semana

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2018 | 18h15

BRASÍLIA - Presidente do Solidariedade, o deputado federal Paulinho da Força (SP) afirmou nesta quinta-feira, 12, que o partido deve lançar o nome do ex-ministro Aldo Rebelo, recém-filiado à legenda, como candidato à Presidência. "Estamos conversando. Devemos fazer o anúncio na próxima semana. Aldo é uma figura histórica, que pode representar o voto da esquerda mais responsável", disse Paulinho.

+ Janela instaura ‘balcão’ de troca partidária na Câmara

Segundo o presidente do SD, a ideia é lançar a pré-candidatura do ex-ministro e, mais para frente, decidir com quem o partido vai compor na eleição nacional. Paulinho já fez acenos a outros pré-candidatos, como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Aldo anunciou nesta quinta a sua saída do PSB. O ex-ministro assinou a ficha de filiação no dia 5, um dia antes de o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa entrar no PSB.

+ Congresso Nacional barra medidas com impacto de R$ 32 bilhões

No Twitter, Aldo não escondeu que deixava a sigla devido à possibilidade de Joaquim Barbosa ser lançado candidato ao Planalto pelo PSB. "Impossibilitado de acompanhar a manifesta inclinação da direção partidária pela candidatura do ilustre ministro Joaquim Barbosa, comunico meu afastamento do PSB", escreveu.

+ Para aumentar bancada, PR insiste em ter Tiririca

Quando entrou no PSB, em setembro do ano passado, Aldo chegou a ser cotado como candidato à Presidência. O seu nome, no entanto, não prosperou dentro da sigla, que ficou com um vácuo de liderança após a morte do ex-governador Eduardo Campos, durante a campanha presidencial de 2014. Antes de se filiar ao PSB, Aldo havia passado 40 anos ligado ao PCdoB. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.