Agência Estado
Agência Estado

Paulinho da Força negocia ida de Protógenes para o PDT

Delegado afastado da Polícia Federal pode concorrer ao cargo de deputado federal já no ano que vem

Andréia Sadi, do estadao.com.br,

23 de julho de 2009 | 11h06

O delegado afastado da Polícia Federal Protógenes Queiroz, que comandou a fase inicial da Operação Satiagraha, foi convidado por Paulinho da Força (PDT-SP), a se filiar ao partido e concorrer a deputado federal já em 2010, segundo confirmou ao estadao.com.br a assessoria do deputado. Protógenes deve decidir sobre a filiação até setembro.

 

Procurado para comentar o convite, o delegado Protógenes admitiu, por email, que tem sido procurado por diversos partidos, entre eles o PDT, mas não confirmou se irá se filiar. "Isto não significa que firmei compromisso com nenhum deles, até porque nem sei se vou me candidatar para as eleicões de 2010, pois tenho sentido uma falência politico-partidaria (..) Uma coisa é certa- caso eu venha atender essa exigência pública de me candidatar a algum cargo eletivo, será divulgado no dia 07 de setembro", explicou ao estadao.com.br.

 

Veja Também:

especial Entenda a nova denúncia do Ministério Público contra Dantas

especial Cronologia da Operação Satiagraha

especial Veja os personagens que foram alvo da operação da PF

 

De acordo com a equipe de Paulinho, o delegado se aproximou mais do partido após participar do evento promovido pela Força Sindical para comemoração de 1º de maio. Embora tenha declarado não ser "candidato a nada", o delegado se manteve o tempo todo ao lado do responsável pela festa, o presidente da Força Sindical. "Tenho de comparecer onde o povo está pois faço parte dessa grande massa sofrida que não compactua com o que está errado", justificou à época.

 

Na Satiagraha, Protógenes chegou a prender o banqueiro Daniel Dantas e foi afastado por supostos abusos na operação.

 

O secretário nacional do PDT, Manoel Dias, afirmou ao estadao.com.br que o partido vê com "bons olhos" a filiação do delegado. "Recebe de braços abertos. O Paulinho que está encaminhando esta discussão, me falou que as conversas estavam avançadas, mas não confirmou a filiação. Até porque quando ele se filiar vai ter um ato político", contou.

 

Para concorrer em 2010, Protógenes tem até setembro para se filiar a algum partido. O delegado foi também sondado pelo PSOL Sem filiação partidária, o delegado apareceu diversas vezes em público como parceiro informal do PSOL, sendo apoiado pelos deputados e pelo senador do partido, José Nery (PA), e apresentado como "vítima de perseguição das elites".

 

A assessoria de Paulinho da Força informou que soube da sondagem do PSOL "pela imprensa", mas que o assunto não entrou nas negociações com o delegado.

 

Texto atualizado às 11h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.