Paulinho da Força diz que PT está com 'Deus e diabo'

O pré-candidato do PDT à Prefeitura de São Paulo, deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, não acredita que a presença da deputada Luiza Erundina (PSB), como vice, na chapa do petista Fernando Haddad prejudique sua campanha junto à militância de esquerda.

DÉBORA ÁLVARES, Agência Estado

16 de junho de 2012 | 12h30

"Não sei como esse pessoal de quem historicamente a Erundina tem (apoio) em São Paulo vai ver o PT ao lado do Maluf", disse, referindo-se ao apoio do partido do ex-prefeito, o PP, a Haddad. "Eles estão com Deus e o diabo", provocou Paulinho.

Paulinho confia que suas propostas de descentralização da administração e do emprego na capital vão diferenciá-lo de seus principais concorrentes, José Serra (PSDB) e Haddad (PT). "Minha proposta de levar emprego para perto das pessoas e de dar poder às subprefeituras são ideias que vão empolgar a militância e nos fazer disputar de igual", afirmou.

Em convenção na manhã deste sábado, o PDT formaliza hoje a candidatura de Paulinho à prefeitura paulistana. Seu vice será um amigo pessoal de Paulinho e médico do Corinthians, Joaquim Grava. A sigla lançará, ainda, a candidatura de 60 vereadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.