Estadão
Estadão

Paulinho da Força diz serem 'estapafúrdias' ideias de Meirelles sobre Previdência

Criticado por aliado de Temer, ministro disse que a prioridade do momento é o equilíbrio fiscal e defendeu idade mínima para aposentadorias

Erich Decat, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2016 | 17h42

BRASÍLIA - Um dos principais articuladores do processo de impeachment e aliado do presidente em exercício, Michel Temer, o deputado Paulo Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força, considerou nesta sexta-feira, 13, de "estapafúrdias" as ideias do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sobre a Previdência.

"A Força Sindical repudia qualquer tentativa de se fazer uma reforma da Previdência que venha a retirar direitos dos trabalhadores. As afirmações do ministro da economia, Henrique Meirelles, divulgadas hoje em veículos de comunicação, revelando a intenção de implantar a idade mínima para as aposentadorias, são inoportunas", diz por meio de nota o deputado que é presidente da Força Sindical.

"A estapafúrdia ideia defendida pelo atual ministro é inaceitável porque prejudica quem ingressa mais cedo no mercado de trabalho, ou seja, a maioria dos trabalhadores brasileiros. Vale lembrar que o último governo já fez mudanças no regime da Previdência que só resultaram em prejuízos para os trabalhadores", acrescenta o dirigente.

Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira, 13, em sua primeira entrevista coletiva à frente da Pasta, que a prioridade do momento é o equilíbrio fiscal para estabilizar o crescimento da dívida pública. Ele afirmou ter pressa para conhecer a situação dos contas do País. 

O ministro também citou a necessidade de reformar as regras da Previdência. "A reforma da Previdência é uma necessidade. A Previdência tem que ser autossustentável ao longo do tempo", disse. Mais cedo, em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo, ele havia defendido uma idade mínima para as aposentadorias.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.