Patrus vai ouvir a mãe antes de aceitar ser vice de Costa

Ex-ministro disse que decide até quarta se vai compor a chapa com peemedebista para disputar governo

Jozane Faleiro / BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2010 | 09h04

O ex-ministro do Desenvolvimento Social e do Combate à Fome Patrus Ananias, cotado para ser vice na chapa de Hélio Costa (PMDB) ao governo de Minas, afirmou no domingo, 20, que até quarta-feira irá definir sua candidatura. "Se o processo continuar como vem se dando, tudo indica que nós vamos estar juntos, só não quero formalizar ainda esta questão porque quero ouvir algumas pessoas. A minha mãe é uma delas e, certamente, a mais importante."

 

Ele e os principais líderes do PT e PMDB estiveram reunidos ontem, no 23.º Encontro Estadual do PT, em Contagem (MG).

 

Aclamado pelos petistas no evento, Hélio Costa disse que todos rezarão nos próximos dias para que Patrus receba a bênção da mãe e possa, então, compor a chapa. Para agradar ainda mais seu quase vice, o candidato afirmou que a área social será uma das prioridades de seu governo.

 

No encontro, as lideranças lançaram o movimento "Dilmélio", uma tentativa de neutralizar o "Dilmasia", criado pela base aliada do atual governador do Estado que busca a reeleição, Antonio Anastasia (PSDB).

Tudo o que sabemos sobre:
Patrus AnaniasviceHelio CostaPMDBPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.