Patrus será diretor de editora de faculdade em Minas

Após comandar o Bolsa Família durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias (PT), vai se dedicar agora à tarefa de dirigir uma editora. O petista aceitou o convite para assumir como diretor da Editora PUC Minas, em Belo Horizonte.

EDUARDO KATTAH, Agência Estado

24 de maio de 2011 | 18h40

Derrotado na campanha para o governo de Minas em 2010 - quando disputou como vice de Hélio Costa (PMDB) -, Patrus ficou de fora do governo da presidente Dilma Rousseff. Por parte do PT-MG, o ex-ministro é apontado como nome mais forte do partido para a prefeitura da capital mineira em 2012, mas ele próprio resiste à ideia.

Desde o fim do ano passado, Patrus se recolheu e reassumiu a função de pesquisador concursado da Assembleia de Minas, ocupando uma pequena sala na Escola do Legislativo. No PT mineiro, o ex-ministro integra um grupo que defende a candidatura própria no ano que vem, que inclui a chamada "esquerda" do diretório estadual e o atual vice-prefeito, Roberto Carvalho - que vinha trabalhando abertamente para emplacar a própria candidatura.

Outra ala petista, ligada ao ministro do Desenvolvimento, da Indústria e do Comércio, Fernando Pimentel, articula o apoio à reeleição de Márcio Lacerda (PSB) e já não considera mais a possibilidade de reedição da aliança de 2008 - que envolveu Pimentel e o ex-governador Aécio Neves (PSDB) para a eleição do socialista.

Num comunicado divulgado pela PUC Minas, Patrus tratou o novo trabalho "como um grande desafio" e disse que pretende dar "muita atenção aos grandes temas do conhecimento" e "traduzir os compromissos e a missão" da Universidade Católica, com a "justiça, cidadania, promoção do bem comum". O ex-ministro também pertence ao quadro docente do curso de Direito da PUC mineira desde 1979.

Mais conteúdo sobre:
PatruseditoraPUC Minas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.