Patriota vai a Caracas retomar agenda com a Venezuela

O Brasil retoma na próxima semana, com a visita do chanceler Antonio Patriota a Caracas, uma agenda regular de reuniões bilaterais com a Venezuela. O encontro com Elias Jaua, apontado em janeiro como novo ministro das Relações Exteriores do país, vai tratar principalmente de temas bilaterais, mas servirá também para tentar garantir que temas de interesse dos dois países não sejam deixados de lado por conta do momento de transição que a Venezuela está passando.

LISANDRA PARAGUASSU, Agência Estado

06 de fevereiro de 2013 | 20h13

Uma das preocupações do governo brasileiro é que a Venezuela consiga manter o cronograma de adesão ao Mercosul acertado na reunião de dezembro em Brasília. A princípio, o país teria que, em abril, passar a adotar a nomenclatura do Mercosul para seus produtos e ter 28% dos bens locais usando a Tarifa Externa Comum para importações de fora do bloco. Este mês, no entanto, quase nada avançou nesse trabalho.

Apesar de não estar mais na presidência do Mercosul, o Brasil quer analisar o que é possível fazer para que o cronograma seja cumprido. Além disso, Patriota deve conversar sobre a versão venezuelana do programa Minha Casa, Minha Vida, para o qual a Caixa Econômica Federal dá assistência técnica, e questões de cooperação energética.

A primeira conversa entre Patriota e Jauas - até dezembro candidato a governador no estado de Miranda, onde perdeu a eleição para o oposicionista Henrique Capriles - foi durante a Cúpula dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), no Chile, onde o venezuelano fez sua primeira participação no novo cargo. Na ocasião, Jauas convidou Patriota para a visita.

Tudo o que sabemos sobre:
diplomaciaPatriotaVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.