Patriota inicia quarta visita à África

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, inicia nesta segunda-feira sua quarta visita à África, em uma demonstração de que o Brasil mantém a região como uma de suas prioridades na política externa. Patriota visitará Etiópia, Tunísia e Mauritânia. Este último país receberá pela primeira vez a visita de um chanceler brasileiro.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

22 de abril de 2012 | 18h33

Na Etiópia, Patriota participa da reunião ministerial do Conselho de Paz e Segurança da União Africana, quando serão discutidos os efeitos dos golpes de Estado na Guiné Bissau e no Mali, assim como a busca por uma solução negociada nos dois países. O processo de paz entre o Sudão e o Sudão do Sul também entrará na pauta.

A maior preocupação de Patriota, no momento, é com a situação dos países que sofreram golpes de Estado nos últimos dias. Na Guiné Bissau, no dia 16 passado, a Junta Militar golpista que controla o poder no país decretou fechamento das fronteiras terrestres, marítimas e aéreas do país. No Mali, os golpistas tomaram o poder em março e agora parecem aceitar um acordo de transição. O Brasil, que tem feito gestões pelo mundo afora com objetivo de se tornar um interlocutor global universal, quer, também neste caso, levar a sua disposição de contribuição em busca do diálogo e restabelecimento da democracia.

Tudo o que sabemos sobre:
Antonio PatriotaÁfrica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.