Patriota cobra transparência dos EUA

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, recebeu nesta terça-feira, 13, o Secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e afirmou que pediu informações sobre as atividades da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês), que teria interceptado informações, por meio de chamadas telefônicas e e-mails, de brasileiros. "Hoje, enfrentamos um novo desafio na relação (dos dois países): as notícias de interceptação de comunicação de brasileiros", disse o ministro.

RICARDO DELLA COLETTA E RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

13 de agosto de 2013 | 15h18

"Esse processo de esclarecimento não é um fim em si mesmo", disse. "Esclarecimentos estão sendo solicitados e ouvi-los não significa aceitar o status quo."

Patriota cobrou transparência dos americanos. "Consideramos que os EUA não encontrarão melhor parceiro no combate ao terrorismo, na medida em que as informações sejam levadas a cabo de forma transparente", concluiu.

Israel e Palestina

Em declaração conjunta com o secretário de Estado norte-americano, Patriota disse também que o Brasil apoia a retomada das negociações de paz entre israelenses e palestinos. O ministro disse esperar que resultados apareçam das conversas dentro de noves meses.

"Congratulamos os esforços que deverão levar a um processo que esperamos que, dentro de nove meses, levem a resultados", disse Patriota na declaração conjunta com Kerry.

Tudo o que sabemos sobre:
PATRIOTAJOHN KERRY

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.