Patrimônio de parlamentares é, em média, de R$ 2,4 mi

As declarações de bens entregues à Justiça Eleitoral pelos 513 deputados federais eleitos no domingo mostram que o parlamentar brasileiro tem, em média, um patrimônio de R$ 2,4 milhões. A fortuna acumulada pelos representantes do povo na Câmara soma R$ 1,23 bilhão.

AE, Agência Estado

06 de outubro de 2010 | 11h23

Levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo na base de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela ainda que 194 deputados têm patrimônio superior a R$ 1 milhão. A bancada dos milionários representa 37,8% do total da Câmara e é superior à soma das cadeiras obtidas pelo PT (88) e o PMDB (79), os partidos com a maior representação no parlamento.

Levando-se em consideração que o rendimento médio do trabalhador brasileiro é de R$ 1.472,10, de acordo com a última Pesquisa Mensal de Emprego divulgada no dia 23 pelo Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE), seriam necessários mais de 125 anos para que um assalariado conseguisse somar recursos suficientes para se equiparar à fortuna média dos parlamentares - isso se não gastasse nada de seu salário ao longo desse tempo.

A maior parte dos 513 deputados registrou atividades políticas como principal ocupação ao fazer o registro de candidatura na Justiça Eleitoral. São 271 deputados, 12 vereadores e três senadores. Ou seja, os políticos profissionais representam 55,7% do parlamento. O total de empresários eleitos chega a 36. Advogados são 24 e médicos, 22. E há representantes, na Câmara, de outras 34 atividades profissionais.

O deputado federal mais rico, de acordo com os dados do TSE, é o usineiro João Lyra (PTB-AL). Seu patrimônio declarado é de R$ 240,4 milhões. Apenas a sua Usina Laginha Agroindustrial é avaliada em R$ 196 milhões. Em segundo lugar, bem distante, está o industrial Alfredo Kaefer (PSDB-PR), com R$ 95,7 milhões. O pódio dos milionários é completado pelo veterano político e empresário mineiro Newton Cardoso (PMDB-MG), com R$ 77,9 milhões. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010parlamentarpatrimônio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.