ANDRE DUSEK/Estadão
ANDRE DUSEK/Estadão

Patrimônio de Eduardo Campos cresce 5% em 4 anos

O candidato a presidente da República pelo PSB, Eduardo Campos, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 546.799,50. Com relação a 2010, quando ele concorreu ao cargo de governador de Pernambuco, o patrimônio aumentou 5,02%. Naquele ano, ele afirmou que seus bens valiam R$ 520.626,04.

FÁBIO BRANDT E ERICH DECAT, Agência Estado

05 de julho de 2014 | 16h37

O bem mais caro de Eduardo Campos é uma casa na rua Luis da Mota Silveira, no Recife, que ele declarou valer R$ 142.460,00. O segundo item mais valioso da lista é uma "área de 80,72 ha localizada no município de Garanhuns", que, de acordo com a declaração de bens, vale R$ 140 mil.

A candidata a vice-presidente na chapa de Campos, Marina Silva, declarou ter um patrimônio de R$ 135.402,38. Em 2010, ela foi candidata a presidente da República e declarou um patrimônio de R$ 149.264,38. Ou seja: segundo a declaração de bens, o patrimônio da candidata foi reduzido em R$ 13.862,00.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesCamposPatrimônio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.