Pastas dizem que não há favorecimento no repasse de verbas

Ministérios afirmam que parcerias com prefeituras já estavam em andamento

21 de julho de 2012 | 22h15

Os Ministérios negam favorecimento a aliados no repasse de verbas em ano eleitoral. O ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PC do B-SP), afirma que as parcerias com prefeituras paulistas já estavam avançadas quando assumiu o cargo, em outubro do ano passado. Por meio de sua assessoria de imprensa, Aldo explicou que, embora seja amigo há décadas e tenha trabalhado com o secretário de Esportes de Campinas, Caio Carneiro Campos, a liberação de verbas para a cidade não tem relação com isso.

O ministério de Aldo Rebelo financia a construção de um centro esportivo de alto rendimento do País, projeto voltado à Olimpíada de 2016.

Sem resposta

 

Questionado sobre quais foram os critérios da escolha da cidade, Carneiro Campos disse não saber. O Ministério do Esporte informou ter levado em conta "a vocação" do município para a prática das modalidades abrigadas no centro em construção.

Em nota, o Ministério da Saúde alegou que todos os projetos financiados nos municípios em questão foram aprovados após análise técnica.

Segundo a Pasta, o Hospital das Clínicas, em São Bernardo do Campo - que recebeu R$ 51,6 milhões da Saúde - , será referência para todo o ABC Paulista. O ministério sustenta também que, embora Palmeira das Missões (RS) seja cidade de pequeno porte, o hospital em construção no município servirá a uma região de 500 mil habitantes, com capacidade para 3 mil internações mensais. 

Tudo o que sabemos sobre:
ELeições 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.