Passageiros em viagem aos EUA mostram-se tranqüilos

Apesar do acidente ocorrido em Nova York, os passageiros que embarcarão no aeroporto de Guarulhos nesta noite, e na madrugada de amanhã, mostravam-se bastante tranqüilos. Onze partidas estavam confirmadas a partir das 23 horas. Duas delas - uma da American Air Lines e outra da Varig - sairiam com destino a Nova York . As companhias aéreas foram muito procuradas durante o dia, por pessoas que queriam saber sobre a normalidade dos vôos para os Estados Unidos.A dona de casa Dea Kraeohl, de 50 anos, estava em Rio Claro, no interior paulista, e tinha viagem marcada para Miami pela American Air Lines às 23 horas. Ao ligar para a empresa por volta das 15h45, recebeu a informação de que não havia ainda confirmação para o vôo, o que a deixou muito apreensiva. Apesar das possíveis ligações entre o acidente e os atentados terroristas de setembro, Dea teve mais medo de perder o vôo. " Não vale a pena ficar pensando, porque quando chega a nossa hora, chega." Desde l979 ela mora em Michigan, onde é casada com um americano. De Miami fará uma série de conexões até chegar em casa. Aí sim, ela acredita possa haver algum risco. "O perigo é dentro do país. Eles, os terroristas, querem machucar onde dói mais".Para o empresário americano Leonard Schneider, de 60 anos, o fato de a queda ter ocorrido em Nova York e tratar-se de um avião da American é uma coincidência. " Provavelmente foi um acidente, mas a coincidência é terrível." Ele voltava hoje de férias para Dallas, no Texas. Depois dos atentados de setembro, ele afirma que sua vida e a de seus vizinhos mudou consideravelmente. ?Estão todos com muito medo".No mesmo vôo de Schneider, que deve partir hoje às 0h45, levaria o casal Cynthia e Erwin Reuter. Em setembro, eles assistiram à destruição das torres gêmeas pela televisão no Brasil. Hoje, chegavam de Foz do Iguaçu e não sabiam do acidente no Queens. Mesmo depois de tomar conhecimento, não demonstraram medo. Cynthia é artista plástica. Americana, ela e o marido, um industrial alemão viajariam para Dallas para visitar parentes.Para amanhã, estão previstas 11 chegadas a São Paulo, de vôos procedentes dos Estados Unidos. Dentre eles, dois de Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.