Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Partidos vão saber de número de indicações a que terão direito nas comissões do Senado

Distribuição dos cargos será feita pelo critério da proporcionalidade partidária, informou o presidente do Senado, José Sarney

Agência Brasil,

07 de fevereiro de 2011 | 15h16

BRASÍLIA - Os líderes dos partidos com representação no Senado serão informados nesta segunda-feira, 7, sobre o número de indicações para a presidência de comissões permanentes a que terão direito, bem como sobre o número de suplentes e titulares em cada colegiado. A distribuição dos cargos será feita pelo critério da proporcionalidade partidária, ou seja, pelo tamanho da representação de cada bancada, informou o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

 

Segundo o senador, a partir daí, os líderes terão até a semana que vem para apresentar à Mesa Diretora os nomes para a presidência das comissões e os que representarão cada partido nesses colegiados.

 

Em rápida entrevista, Sarney reafirmou a intenção de promover, ainda neste ano, a reforma política. De acordo com ele, em geral, os parlamentares têm a matéria como prioridade, debatem a reforma, mas não acompanham o andamento do processo. "Eu quero acompanhar diariamente esse assunto", disse Sarney.

 

Ainda hoje, o presidente do Senado pretende apresentar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para que a Casa delibere também sobre a mudança da data de posse dos governadores e do presidente da República. Os governadores tomariam posse seria no dia 5 de janeiro e o presidente, no dia 10.

Atualmente, a data é 1º de janeiro, para todos eles.

 

José Sarney espera concluir nesta tarde a coleta do número necessário de assinaturas para a apresentação PEC. Pelo regimento, é necessário o mínimo de 27 dos 81 senadores para que uma proposta de emenda à Constituição comece a tramitar.

Tudo o que sabemos sobre:
PartidosSenadoindicações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.