Partidos vão pedir ao STF pressa na análise da verticalização

Os presidentes de cinco partidos vão se reunir às 17 horas com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim, para pedir pressa na definição das regras eleitorais deste ano, principalmente na questão da verticalização - regra que obriga os partidos a repetirem nos Estados a coligação para a eleição presidencial -, derrubada pelo Congresso, mas contestada pelo Tribunal Superior Eleitoral. São os presidentes do PSDB, PFL, PMDB, PDT e PPS. O encontro foi iniciativa do presidente do PSDB,senador Tasso Jereissati (CE) . "Nós vamos ao Supremo para pedir ao tribunal que decida rapidamente a questão da verticalização, porque estamos sem regra eleitoral definida e março é um mês decisivo para todos os partidos", disse Jereissati, referindo-se ao prazo de desincompatibilização dos candidatos nas eleições de outubro. Tasso disse que não procurou o presidente do PT para participar do encontro, porque Ricardo Berzoini defende a verticalização, ao contrário dos presidentes dos demais partidos.

Agencia Estado,

07 de março de 2006 | 14h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.