Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Partidos vão ao TSE para esclarecer "coligação camarão"

Um dia após a divulgação das instruções para o pleito deste ano, o PPB e o senador Romero Jucá (PSDB-RR) pediram formalmente ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que esclareça se as legendas que não participarem das eleição presidencial estão livres para se aliar com quem quiserem nos Estados. Segundo advogados de partidos, o fato de o TSE não ter feito referência explícita sobre a questão, conhecida como coligação camarão, pode levar o tribunal a permitir que as legendas se associem livremente nos Estados. Ao ser informado pelos jornalistas sobre a existência das duas consultas, o presidente do TSE, Nelson Jobim, disse que vai mandar "acelerar" a análise dos casos. Segundo ele, é possível que o tribunal dê uma resposta aos partidos num prazo de 15 dias.A dúvida sobre as coligações surgiu porque, ao tratar das possibilidades de alianças, o TSE não fez referência explícita sobre o que poderá ocorrer com as siglas que não disputarem o Planalto. Na resolução 55, o tribunal estabeleceu que os partidos que lançarem sozinhos ou em coligação candidatos à Presidência não poderão se associar na eleição para governador, senador e deputados a legendas que tenham disputado o cargo federal por outra aliança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.