Partidos não cumprem cota para garantir quórum na Câmara

Apesar dos apelos do presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), e o estabelecimento de cotas de presença para os partidos políticos, não houve sessão da Câmara nesta manhã por falta de quórum. Às 9h30, horário limite para a abertura da sessão ordinária de sexta-feira, que serve para contar prazos de tramitação de projetos e de processos de cassação, 32 deputados haviam registrado entrada na Casa. São necessários 51 deputados para iniciar a sessão.Na terça-feira passada, em reunião com líderes partidários, Aldo estabeleceu cota de presença para cada partido proporcionalmente ao tamanho das bancadas. Hoje, nem o partido do próprio presidente da Casa cumpriu o mínimo de presença. O PCdoB teria de garantir um único deputado na Câmara, o que não aconteceu. Aldo Rebelo viajou para o Amazonas. Nenhum dos grandes partidos cumpriu a meta.Quatro partidos menores cumpriram a presença mínima fixada na reunião. O PDT atingiu as três presenças da cota e o PV, o Psol e o PSC garantiram um deputado cada um, como ficou estabelecido na reunião da última terça-feira. O Prona, que não tinha cota, contribuiu com uma presença hoje.Veja o total de deputados, por legenda, que chegaram à Câmara até as 9h30 e a cota que o partido deveria cumprir: PT, 7 da cota de 10. PMDB, 4 da cota de 9. PFL, 5 do mínimo de 7. PSDB, 4 de 6. PP, 4 de 6. PTB, 1 de 5. PL, nenhum dos 5 da cota. PSB, nenhum do mínimo de 3. PPS, nenhum do mínimo de 2.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.