Partidos articulam blocos para disputar espaço na Câmara

A bancada do PT convocou para esta quarta-feira uma reunião para definir a formação de um bloco parlamentar, que contará com o PMDB e outros partidos aliados. A idéia é fazer frente ao bloco anunciado na terça-feira por PSB, PCdoB, PDT, PV, PMN, PHS e PSC.O bloco que o PT pretende formar pode reunir até 271 deputados, o que representa mais do que a maioria da Casa. Além do PMDB, outros partidos que apóiam a candidatura do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) à presidência da Câmara devem participar. É o caso do PR - fusão do PL com o Prona -, do PP e do PTB, partidos envolvidos no escândalo do mensalão.Outra bancada que se reúne nesta quarta-feira é a do PSDB, que deve se unir ao PFL e ao PPS. A formalização dos blocos tem de ser feita até o meio-dia. O objetivo dos partidos é ter mais espaço na Mesa Diretora da Câmara e nas comissões parlamentares temáticas. Os blocos funcionam como se fossem bancadas individuais e a escolha de cargos é realizada de acordo com o tamanho de cada uma delas. "A Câmara entrou em ritmo de carnaval antecipado, formando blocos", brincou o líder do PT na Casa, Henrique Fontana (RS), que alegou estar formando bloco "em legítima defesa". "Estou pronto para colocar o meu abadá", afirmou o deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO). "Neste ano, Salvador (Bahia) ficou em segundo lugar em número de blocos, porque o primeiro é aqui na Câmara".Em meio às articulações, os partidos procuram garantir os melhores postos na Casa. A Mesa Diretora é composta por sete titulares e quatro suplentes e o tamanho da bancada interfere diretamente na ordem de escolha desses cargos.De olho nos votos do PSDB em um eventual segundo turno na disputa pela presidência da Câmara, o PT promete garantir a primeira vice-presidência da Casa para os tucanos, mesmo que tenha preferência na escolha desse cargo. "Nossa política não é essa", explicou Fontana. "Gostamos de trabalhar com a proporcionalidade, mas poderemos ser levados a fazer isso, se não houver outra saída".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.